Paddleboard ganha sua primeira Assessoria no Brasil
22/02/2020 23:24 em Esporte

22.02.2020

Por Patrick Winkler

 

Patrick Winkler, fala sobre a chegada da primeira assessoria esportiva brasileira voltada ao paddleboard criada por Sinara Pazos, na Bahia

 

Há pelo menos duas décadas é comum encontrarmos assessoria esportiva de corrida de rua, natação e triatlo em diversas cidades.

Certamente uma maneira inteligente de treino coletivo com orientação de um profissional de educação física.

Dez anos atrás, quem entrou na “onda” de assessoria esportiva foi a natação em águas abertas. No Rio de Janeiro, especificamente no posto 06 de Copacabana, em menos de uma década, elas aumentaram de uma para dez assessorias (um fenômeno).

 

Sinara Pazos é atleta da seleção brasileira de paddleboard com mais participações em Mundiais | Foto: Reprodução

 

 

Nos esportes de remada, há diversas bases de canoa e SUP pelo país. Mas desde janeiro deste ano, nasceu a assessoria Sinara Sinista de paddleboard em Salvador (BA).

 

 

Babi Brazil atleta de SUP, paddleboard e canoa havaiana | Foto: Reprodução

 

Antes de migrar para o SUP Race e conquistar 5 títulos brasileiros, Babi Brazil foi pioneira no paddlebopard feminino. 

Uma iniciativa épica, já que o paddleboard no Brasil teve suas raízes e evolução no estado da Bahia.

Vale ressaltar ainda que antes de Sinara Pazos se tornar a melhor remadora nacional, o pioneirismo fica com Babi Brazil (que iniciou no prone e depois veio a se especializar no SUP, se tornando pentacampeã brasileira).

A modalidade em si, teve inicio nas remadas de Maurício Abubakir, que além de atleta e shaper, foi o incentivador de diversos novos remadores, entre tantos outros: Babi e Sinara.

Desde do ISA SUP & Paddleboard World Championship de 2014, na Nicarágua, Sinara passou a ser a principal remadora do país e praticamente não perdeu nenhuma competição no Brasil.

 

 

Sinara sempre remou entre os melhores remadores, inclusive no masculino | Foto: Arquivo pessoal

 

Formada em administração hospitalar e estudante do curso de educação física, a remadora e professora abriu a assessoria de paddleboard: Sinara Sinistra.

Os treinos acontecem no Forte da Barra, um dos cenários oceânicos mais belos do mundo. No momento, a Assessoria tem pouco mais de cinco alunos, mas as portas estão abertas para o crescimento.

Dentre o quiver de Sinara, utilizado na assessoria, estão as pranchas Abubakir Monster Stock (12 pés) e Unlimited de 16 pés.

 

Sinara Pazos remando de paddleboard durante o mundial da ISA de 2019 | Foto: Ben Reed / ISA

 

O apelido de “Sinara Sinistra” foi concretizado pelas atletas da seleção brasileira de SUP, durante o ISA SUP & Paddleboard World championship 2019, realizado na praia de Sunzal, em El Salvador.

Na ocasião, a Jessica Mattos (vice-campeã mundial de Sprint SUP), Aline Abad (SUP Race) e Fernanda Freitas (SUP Wave), dividiram o quanto de hotel com a Sinara e o apelido foi intensamente repetido durante os 15 dias de convivência diária.

Fica fácil reconhecer a importância da Bahia no paddleboard, tendo o pioneirismo na remada de prancha, no masculino, no feminino, em shapers de prancha e agora a 1º assessoria da modalidade no Brasil.

 

Aloha

Patrick Winkler

 

El Salvador 2019 – Top 6 ISA Games (campeonato mundial de paddleboard);

China 2018 – Top 10 ISA Games (campeonato mundial de paddleboard); 

Dinamarca 2017 – Top Ten ISA Games (campeonato mundial de paddleboard); 

Molokai 2 Oahu finisher 2017.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE