COMEÇA A 14ª. EDIÇÃO DO TEAM ÁGUIA FOOTVOLLEY CUP
26/09/2020 08:27 em Esporte

26.09.2020

Da redação

Colaboração: Cristian Moraes

 

PRIMEIRO DIA DA 14ª. EDIÇÃO DO TEAM ÁGUIA FOOTVOLLEY CUP NA BAHIA É MARCADO POR PARTIDAS DISPUTADAS E PARTICIPAÇÃO DE CONVIDADOS

O maior evento de futevôlei no Brasil, enfim começou na Bahia. Nesta sexta-feira (25) nas Arenas Evo, localizadas no 4º. andar do Parque Shopping da Bahia, o torneio realizado pela Team Águia Footvolley - TAF, capitaneado pelo multicampeão da modalidade, Anderson Águia, reuniu atletas amadores, profissionais e alguns convidados, de diferentes estados do Brasil. Com uma mega infraestrutura montada no complexo esportivo, as partidas foram disputas em quatro quadras, tendo a número um as principais partidas do dia, com a presença de grandes nomes do esporte.

 

Créditos: Divulgação

 

A programação dos jogos foi distribuída em três categorias: Qualify, feminino amador e Master (Convidados). No qualify, a dupla campeã do dia, foi Vitinho e Netinho, que irão disputar neste sábado (26) o torneio profissional. As duplas femininas que alcançaram a final, conquistaram uma vaga para disputar o campeonato profissional também neste sábado, sendo elas: Nayara e Júlia (primeira colocação), e Jully e Maciely (segunda colocação).

Ao término da etapa de qualificação entraram em quadra os atletas convidados pelo Team Águia e Dudu. Renomados jogadores, como Anderson Águia, Bello Soares, Juninho SC e Felipinho, agitaram as quadras com muita disputa e lances vibrantes.  O ex-pugilista e campeão mundial, Acelino Freitas (Popó) também participou das  disputas, exaltando a importância de estar sempre ativo e praticando outras atividades esportivas.

Como resultado tivemos a dupla vencedora formada por Rica e Tavinho.

  

Destaques

A categoria amador feminino surpreendeu a todos com jogos muito disputados e empolgantes. Com um alto nível técnico, atletas de diferentes lugares do país que buscam se profissionalizar e ajudar no crescimento do esporte disputaram ponto a ponto as partidas. Dentre o grande número de duplas, a Sport Web Brasil entrevistou algumas delas.

· Malu Lins e Renata Matheus: As soteropolitanas praticam a modalidade de maneira séria há um ano e meio e se surpreenderam com a estrutura montada pela organização do evento. “Já jogamos alguns campeonatos, mas de fato, esse é o maior de todos, esse surpreendeu, 24 duplas femininas, nunca vimos uma quantidade tão grande, estrutura muito boa.” - disse Renata. Na sequência, Malu afirma que ficou surpresa,  com a estrutura do local e do evento, superando as suas expectativas. Segundo a dupla, o campeonato também vai servir como uma forma de incentivo para outras mulheres começarem a praticar o esporte.

 

Malu Lins, atleta profissional de Futevolêi | Créditos: Pietro Carpi

 

· Sabrina Vaz e Débora Silva: Jogadoras do município de Camaçari, é uma das duplas com mais tempo de prática do esporte no evento. Sabrina joga há dois anos e Débora há três. O fato de pela primeira vez ter a categoria amadora feminino, é visto positivamente: “Isso para a gente é de uma representatividade enorme para que as mulheres possam se engajar no esporte.” - disse Sabrina. A dupla busca se profissionalizar, mas a dificuldade para se tornar profissional no Brasil é um dos obstáculos a serem superados . Na avaliação sobre o futevôlei feminino na Bahia, elas afirmaram que existe um bom número de atletas capacitadas no estado. “Aqui na Bahia tem muita mulher boa, as meninas estão jogando muito bem, estão aqui no campeonato do Team Águia em grande maioria. As meninas querem jogo, querem campeonatos.” - afirmou Sabrina. Sobre o preconceito e machismo no esporte, Débora pontua que: “O preconceito vem desde criança, quando as meninas não são colocadas para jogar futebol, para jogar vôlei, é algo mais natural para os meninos, só que isso vem sendo desconstruído. Nosso intuito maior da dupla (Sabrina e Débora), é justamente esse, dar incentivo as mulheres desde crianças, escolas ou bairros, mostrar que não somente meninos ou homens, podem praticar o esporte, mas nós também.” A atleta acrescentou que a prática esportiva ajuda na saúde física (corporal) e mental, evitando até problemas como depressão e outras doenças.

 

Dupla Sabrina e Débora | Reprodução Instagram

 

Visão do campeão

A Sport Web Brasil também conversou com um dos convidados de destaque do evento, o Acelino Freitas, o Popó.  Segundo o tetracampeão de boxe o que diferencia a prática do futevôlei é que ele se consagrou usando aquilo que no futevôlei não é permitido, as mãos. Ele também afirmou que o esporte traz inclusão social, mas na situação da pandemia, devemos tomar cuidado e seguir os protocolos de segurança. Perguntamos a ele: “se fosse para trazer algum companheiro dos ringues para ser a sua dupla no futevôlei, quem seria?” “Eu jogaria com Robson Conceição, campeão olímpico, eu acho que ele representa bem, representou bem nosso estado (Bahia), nosso país”. Sobre o futevôlei passar a ser reconhecido como esporte olímpico, Popó foi direto: “É lindo de se ver, por que o vôlei de praia pode e o futevôlei não? Não deve demorar para passar a ser reconhecido, nas próximas olímpiadas já deve estar contando como esporte olímpico.” Popó ainda elogiou Romário, que é um dos padrinhos do evento: “Romário é craque no futevôlei, profissional no futebol e no futevôlei, mas eu ainda dou de testa com ele, e depois ele dá um treino comigo” - respondeu Popó de maneira bem humorada.

As partidas continuam hoje e amanhã em ritmo acelerado, sendo disputadas pela Categoria profissional. O evento está sendo totalmente transmitido pelo Canal oficial no Youtube do Team Águia Futevolley.

 

Cobertura do #TAFC

14a. Edição do Team Águia Footvolley Cup pelo

Canal oficial do Team Águia Footvolley no YOUTUBE https://youtu.be/o2WM7gfZV9o 

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE